GLAUCOMA

Glaucoma é uma doença ocular crônica (não tem cura), que provoca lesão no nervo óptico e alterações no campo visual, que podem levar à cegueira. Na maioria dos casos, o surgimento do glaucoma é acompanhado do aumento da pressão intraocular, mas também é possível encontrar casos em que a doença se instala em pacientes que não apresentam elevação da pressão interna do olho, chamados de glaucoma de “baixa pressão”.


O portador de glaucoma, se não tratado, começa a perder a visão periférica (consegue enxergar bem os objetos à sua frente, mas não o que está nas laterais). Nos estágios mais avançados, a visão central também é atingida.


Quanto mais cedo a doença for diagnosticada e tratada, maiores são as chances de se evitar a perda da visão.



FATORES DE RISCO

É fundamental que pessoas que apresentam algum risco de desenvolver a doença sejam regularmente examinadas por um oftalmologista. Embora não se consiga afirmar exatamente por que uma pessoa desenvolve glaucoma, estudos mostram que ele é mais frequente em pessoas com:


• Idade avançada

• Hipertensão arterial (pressão alta)

• Miopia elevada (graus muito altos de miopia)

• Histórico de glaucoma na família


COMO DESCOBRIR A DOENÇA

Somente o exame cuidadoso dos olhos – o que inclui a aferição da pressão intraocular e o exame de fundo de olho, – realizado por um médico oftalmologista, é capaz de detectar o glaucoma.


COMO O GLAUCOMA É TRATADO

O tratamento do Glaucoma é feito com uso regular de colírios. Em alguns casos, aplicações de laser ou mesmo cirurgias podem ser necessárias para deter o avanço da doença.

Consulte seu oftalmologista periodicamente, e faça a prevenção do glaucoma.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

DMRI